textos

Sobre formaturas, UFSCar e saudades

08/02/2015

Acordei cedo hoje. Levando em consideração que quando fui dormir era quase 5 da manhã, até que acordei disposta e animada. Em mim, ainda tinha restos de maquiagem e um penteado desfeito. Cheiro de festa. Meus ouvidos estão meio tampados, minha garganta arde e meus pés estão doloridos. Nada que amanhã já não terá melhorado.

Depois de um banho tomado, da roupa guardada, sentei e olhei ao redor. Vejo que muita coisa aconteceu em 4 anos. Que ainda levo em mim e em pequenas coisas de meu quarto, aquela menina de 18 anos, que chegou na faculdade meio receosa, com medo. Mas vejo também que a Priscila de 22 agora, predomina. Pode nem ser uma diferença tão grande de idade assim – e ainda falam que sou bem nova! – mas as coisas mudaram. Os tempos mudaram.

Levo comigo, hoje, um pedacinho de cada um que conheci na UFSCar. Cada um com seu jeito e manias. Houve brigas, houve muito desentendimento, mas eles não passam apenas de lembranças agora. Levo sorrisos, abraços e risadas. Levo momentos. Levo uma Bienal do livro. Apenas levo comigo. E vejo o quanto está doendo deixar isso para trás enquanto estou dando um passo pra frente nessa estrada da vida.

Levo saudade. Acho que é isso que sinto. Saudade de um tempo que me marcou muito e que eu não tenho palavras pra expressar o quanto mexeu comigo. Mudou-me. E o quanto está doendo. Parece idiota estar escrevendo um texto, chorando, por algo que muitas vezes eu rezei para acabar logo. Mas a verdade era que eu não queria que acabasse. Quando eu tinha acabado de entrar na faculdade, ficava me imaginando dali 4 anos como eu estaria. Em meus sonhos, eu estaria linda, fabulosa, ryca e magra. Mas, claro, não estou nada disso. Continuo igual, com um emprego e bom, gorda. Acho que o único plano que não deu certo nesses 4 anos, foi estar magra para a minha formatura. Mas, já era.

Muitos de nós tomaremos rumos diferentes e até, distante, mas o que realmente vale a pena, ficará em nós.

Um obrigado especial para: Ana Silvério, Layane, Amanda, Jaqueline, Pamela, Giovana e Ana Siani. Sentirei muita falta de vocês. Muita mesmo.
Obrigado aos meus pais, minha irmã. Para as minhas amigas: Mariane, Carolzinha, Nathalia, Nayara e Taís! E ao Leandro que me acompanhou desde o inicio até o fim, desde sempre.

DSC_0008 DSC_0011 DSC_0012 DSC_0019 DSC_0075 DSC_0018

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply Fernanda Guerra 09/02/2015 at 09:16

    Que lindo texto. Me emocionei, a cada palavra me remeteu os sentimentos à UFSCar, só quem passou por essa fase sabe. E uma frase que me chamou atenção: “E vejo o quanto está doendo deixar isso para trás enquanto estou dando um passo pra frente nessa estrada da vida”, como fez todo o sentido para mim, e digo, ainda dói ter deixado para trás, mas a vida é assim… Eternos ciclos. Desejo a você toda sorte do mundo e que seu sonho se realize, seja bem-vinda Linguísta, mais uma da família, quebramos tabus em não fazer um “curso top”, mas que nos rendeu eternos aprendizados e podemos dizer: Top curso!!!! Beijos, e apesar de não sermos próximas eu tenho uma forte admiração e desejo tudo de bom a você, GUERReira.

  • Leave a Reply