textos vida a dois

Quem diria, hein?

28/12/2016

Quando eu era criança, nunca sonhei acordada em encontrar o tal do “príncipe encantando” que todas as meninas são levadas a acreditar que um dia encontrarão. Nunca fiquei imaginando meu casamento, entrando de véu e grinalda na igreja. Aliás, eu odeio vestido, agora imagina minha pessoa totalmente estabanada, com um vestido branco caríssimo, sufocante e… não. Sempre mantive meus pés no chão e acreditava que, quando fosse a hora, eu encontraria alguém legal com quem eu pudesse compartilhar uma grande parte da minha vida.

Apesar de adorar livros e filmes focados em romance, sei bem que uma história de amor não precisa, necessariamente, ter toda aquele açúcar escorrendo. Não precisa ser tão meloso a ponto de dar ânsia nas demais pessoas. Uma história de amor pode ser salgada e gostosa como um bacon ou um x-bacon, tudo depende do ponto de vista.

Uma coisa que aprendi foi que não adianta forçar. Às vezes desperdiçamos tempo, esforço e amor com uma pessoa que simplesmente não se encaixa, e falo isso com certa experiência e muitas cabeçadas na parede. O encaixe tem que ser perfeito como uma peça de Lego: se não encaixa, é porque não é certo, simples assim.

Já ouviu falar que a vida gosta de surpreender? Então, é bem isso. Uma hora a vida surpreende, uma hora surge a oportunidade perfeita, com uma pessoa que pode até não ser perfeita (aliás, quem é?), mas que juntos, vocês se complementarão, somarão. Porque em relacionamentos saudáveis, o que vale a pena é você ter o prazer de ver a pessoa, confiar, saber que vai ter alguém ali no fim do dia para deitar junto no sofá, comer porcaria e falar bobagens.

Veja bem, há 6 anos atrás eu tinha 18 anos. Me achava “a dona do mundo”, “a vivida”, mas na verdade, eu não passava de uma menina que mal sabia pegar ônibus pra ir na faculdade sem se perder. Estava meio “machucada”, já que meu último rolo não tinha dado certo e o cara fez questão de me deixar bem descrente nos sentimentos. Sabe aquela famosa frase “nenhum presta”? Então, eu estava com ela estampada na minha testa e, claro, com medo de me envolver com qualquer outra pessoa.

Só que, às vezes fazemos algumas coisas que não dá pra explicar. Havia conhecido um cara por esses tempos na internet e passava HORAS conversando com ele. E quando falo horas, era coisa do tipo o dia TODO, sentia que ele era a melhor pessoa que eu havia conhecido em todos os tempos. E, por carência e impulsividade (olha ela aí, gente), pedi para que ele nunca sumisse da minha vida, assim como algumas pessoas que eu confiava tinham feito. E então, após 6 anos, esse cara hoje é meu noivo. NOIVO, GENTE!!11 E todos os dias que passam, ele ainda reforça essa promessa e lembra dela.

Mas o caminho até aqui não foram só rosas. Teve momentos muito bons, mas também teve problemas e momentos de dor e de tristeza, mas que ele estava lá, junto, sem desistir (apesar de que algumas vezes ele ficou bem bravo comigo por conta da minha cabeça-dura hehe). Mas, acima de tudo, temos repeito, amor e o essencial de tudo para que dê certo: companheirismo. O Tico é aquele tipo de pessoa que topa tudo, até quando invento moda de última hora. É sempre ele que me acompanha em todos os momentos: desde quando fiquei internada e ele foi voando pro hospital, na primeira viagem de avião, tentando me deixar bem quando ele não estava bem, até nas gravações de última hora. Ele é o tipo de pessoa que eu, quando criança/adolescente pensei que seria “perfeita” pra mim, que eu teria vontade de compartilhar todos os momentos da minha vida com ele. Inclusive a minha super vontade de ter um apê. <3 Temos sintonia, amor e carinho. Afinal, se relacionar é só isso, não existe regra, não existe livro, vídeo ou matéria que dita como tem que ser e o que tem que ser feito. O resto vem como consequência.

Então, gordo, eu sei que você vai ler isso tudo (TEM QUE LER MESMO ><), obrigada por mais um ano cheio de conquistas, por todo apoio, carinho, trabalhos, vídeos e por darmos juntos grandes passos nesse nova etapa que nos aguarda! Obrigada por fazer da nossa história um delicioso x-bacon do Paulada! =)

Eu te amo, meu gordo! <3

hueheue

***

Acompanhe o Stuck on Them: Facebook | Twitter | Instagram | YouTube

You Might Also Like

Sem comentários

Leave a Reply