beda2016 livros

Kindle: há males que vêm para nosso bem

04/08/2016

Sempre fui uma ratinha de biblioteca. Acho fantástica a majestosidade dos livros, como se algo peculiar e extremamente valioso envolvesse esse pequeno pedaço de história e conhecimento. Sem falar, então, do seu cheiro inebriante; aquela coisa de fechar os olhos, sentir o aroma, começar a relaxar e mergulhar em seu enredo, ali mesmo, naquele pequeno gesto.

Os livros sempre foram meu porto seguro, meu refugio, meu vício. E o por quê de eu estar toda apaixonada falando deles? Bom, é que recentemente uma coisa aconteceu e eu não esperava que seria tão mágico.

Sempre que falavam que o livro físico seria substituído pelo digital, eu ficava brava. Livro digitais são práticos, mas nada se compara a sensação que eu acabei de escrever ali em cima. Mas,  eu não sabia que ter um leitor de livros digitais poderia facilitar tanto minha vida.

Convenhamos, o preço de um livro é bem alto aqui no Brasil. Algo que deveria ser acessível para incentivar as pessoas a quererem conhecimento, cultura, custa bem mais do que uma ida a uma lanchonete no final de semana (comparação tosca, eu sei, mas é verdade). Um exemplo: lembro que um dos livros da Marian Keyes, Cheio de Charme, paguei em torno de R$ 59,90, na época, achei bem caro, já que é apenas 1 livro, de folhas brancas, diagramação simples… mas ok, né? Quem ama ler, vai comprar e investir nisso, independente do preço.

DSC_0100

Porém, minha vontade de ter um Kindle sempre foi grande. Eu pensava mais na facilidade mesmo de leitura, de carregar. Ao invés de levar três livros, eu poderia levar um dispositivo leve e pequeno que tivesse esses três livros. E nessa mais aquela, por conta do preço do Kindle, sempre fui deixando, deixando e deixando… Até que o Tico resolveu me dar de aniversário (e estragou a surpresa).

DSC_0101

Ter um Kindle me deixou bem surpresa. Estou apaixonada pela sua praticidade, pois:

  • eu posso ter todos os livros que ando querendo sem me preocupar com espaço da estante.
  • Posso levar quantos livros eu quiser pra qualquer lugar, sem me preocupar com o peso da mochila, ou se vai caber na mochila, ou se não vai amassar o livro.
  • Posso ler em qualquer posição, porque, por ser leve, não dói os braços e mãos.
  • Posso ter o livro que quero na hora exata, sem depender de Correio ou ir até a livraria (isso é perfeito, principalmente em dias muito quente, chuvosos e frios).
  • Sua tela é perfeita: não reflete e não atrapalha em nada na leitura (realmente parece uma folha de papel!)

A única parte ruim mesmo, ainda é o preço dos livros, mesmo que sejam mais baratos. Já vi livro digital pelo preço de livro físico. :/ A minha versão do Kindle é a mais simples, que não tem luz para leitura noturna, mas isso não é problema, pois é só comprar daquelas luminárias pequenas e já ajuda muito!

DSC_0102

Se você está indecisa (o) em comprar um Kindle e quer a praticidade de ler qualquer livro em qualquer lugar, compre, vale a pena!

Se vocês quiserem dicas de livros digitais e tiverem dúvidas sobre o Kindle, comentem! Vou adorar ajudar! 🙂

***

Acompanhe o blog nas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram | YouTube

***

beda2016

You Might Also Like

2 Comentários

  • Reply Marcella Rossetti 05/08/2016 at 19:19

    Kindle é maravilhoso! Hoje estranho ler o livro físico devido ao peso em minhas mãos. É muito mais fácil e menos cansativa leitura no kindle, até porque ele foi planejado para passarmos horas lendo através dele. Amoo!

    • Reply Priscila Guerra 06/08/2016 at 08:08

      Sim, é exatamente isso! Eu estranho muito! Muito amor <3

    Leave a Reply