Uncategorized

A culpa é dos livros?

07/03/2016

Fecho mais um livro. Suspiro e olho sua capa. Tão lindo, um trabalho tão perfeito. Admiro todos os autores que conseguem imaginar essas e milhares de histórias, trazendo e entoando um amor e um romance que nos emocionam e nos fazem sentir tudo de acordo conforme escrito no livro.

Enxugo uma pequena lagriminha que está prestes a rolar e a marcar a capa do livro que seguro na minha mão. Desde que era adolescente, nunca fui de chorar lendo ou assistindo filmes. Eu não fazia esse tipo de sentimental e, hoje, me pergunto se eu lia direito ou se não me deixava envolver com as histórias por medo delas acabarem. Os anos passaram, minhas leituras evoluíram, minha cabeça evoluiu (ou, ao menos, eu acho) e eu me tornei uma manteiga derretida debaixo de um sol lascado de 43ºC.

Se eu não me emocionava com livros e histórias, hoje, fico cada vez mais envolvida com cada página que leio; parece que cada livro faz parte de um pedacinho da minha vida, o que não deixa de ser verdade. Sou formada por Anas, Mias, Helenas, Sophies, Brigets, Melinas, Louisas. Como se eu dependesse inteiramente de cada página devorada para viver um grande amor, diferente a cada mês; dependesse delas para acreditar em romances maravilhosos, de tirarem o fôlego e me fazer sonhar acordada e acreditar num amanhã melhor.

Nunca me considerei uma pessoa romântica, veja bem. Mas com o passar dos anos e, com o passar das leituras, comecei a sentir falta daquela pitadinha de romance romântico em minha vida. Sabe como é, eu não ligaria de viver alguns momentos da vida dessas personagens, de trocar a dura realidade e a rotina por dias em Paris, Londres, Nova York. Não ligaria de abrir a janela e ver uma paisagem linda, ao invés de casas, fumaças e vizinhos barulhentos.

Seria, então, culpa dos livros por me fazerem querer um amanhã melhor? Um amor romântico de tirar o fôlego, de sentir o coração acelerado? Por querer viajar, conhecer lugares e mais lugares? Seria culpa dos livros, por eu estar assim, uma manteiga derretida? Por sonhar acordada? Por querer ser feliz?

A cada livro fechado, é uma história que fica pra trás, um sentimento de querer voltar para reviver cada momento. Não sei se é mesmo culpa dos livros ou se a vida anda um pouco mais dura de enfrentar e tento escapar por entre as páginas, nas entrelinhas. E quando me perguntam porquê eu leio tanto? A verdade é que eles me fazem sonhar e acreditar e, pelo menos isso, ninguém pode tirar de mim.

*Foto via Unsplash

***

Acompanhe o Stuck on Them: Facebook | Twitter | Instagram | YouTube

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply